Competitividade

Indústria alimentar aposta no futuro

28/09/2016 |

A indústria alimentar e das bebidas é o maior pilar industrial da Europa, a maior empregadora e uma importante parceira na economia europeia.

No entanto, no atual clima económico difícil, não se pode dar este sucesso como garantido. A indústria está consciente de que este é momento para inovar o atual modelo de negócio pois os desafios são exigentes e existe o risco de perda de vantagem competitiva em relação aos concorrentes no palco global. Este setor deve assim, coletivamente, intensificar os seus esforços, nomeadamente em termos de comércio e inovação.

De acordo com o relatório da FoodDrinkEurope, a indústria alimentar europeia está pronta para enfrentar os novos desafios de forma responsável e para criar soluções com vista ao aumento da sustentabilidade, reforçar a confiança dos consumidores e promover estilos de vida mais saudáveis. Estes princípios devem obrigatoriamente andar de mãos dadas com o crescimento e a criação de emprego.

Os objetivos apresentados passam por gerar um crescimento do valor acrescentado na ordem dos 2,5 a 3,5% até 2025. Para tal, destacam-se as seguintes prioridades:

  • Produzir uma maior gama de produtos acessíveis a todos os consumidores da União Europeia
  • Expandir a posição global como principal fornecedor de produtos de valor acrescentado
  • Criar mais oportunidades para a investigação e inovação
  •  Tornar-se um empregador mais atrativo para todos os trabalhadores
  • Promover práticas comerciais justas

Cada uma destas prioridades será acompanhada de uma lista de recomendações para os decisores políticos.

FIPA NOTÍCIAS