Competitividade

Novos mercados no Brasil

20/11/2017 |

O Brasil facultou aos Estados-Membros da União Europeia, a possibilidade de habilitar para importação no seu território, novos estabelecimentos produtores de géneros alimentícios de origem animal de setores ainda não habilitados para o efeito.

Portugal está neste momento habilitado a exportar carnes e produtos à base de carne suína, produtos lácteos e pescado e produtos da pesca extrativa, tendo solicitado habilitação para outros setores, como o das carnes de aves de capoeira, ovos e ovoprodutos e mel.

Esta janela de oportunidade concedida pelo Brasil, confere assim a possibilidade de Portugal comunicar àquele país até ao final do corrente ano, a lista de estabelecimentos elegíveis para o efeito, dos setores para os quais, havendo interesse naquele mercado, não tiveram até agora a possibilidade de se habilitar a exportar.

Assim, as empresas interessadas em aceder àquele mercado, atentas as condições específicas aplicáveis às exportações para o Brasil (acessíveis no portal da DGAV), deverão formalizar o seu pedido à Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, em particular para os seguintes setores: carnes e produtos à base de carne que não de suíno (ex: aves de capoeira, leporídeos, ou ruminantes); ovos e ovoprodutos; mel e produtos apícolas; produtos da aquicultura; e outros géneros alimentícios de origem animal, como por exemplo gelatina e colagénio.

Os pedidos deverão ser formalizados através do preenchimento do formulário até 24 de novembro de 2017, remetendo-o para a Direção de Serviços de Alimentação e Veterinária da área ou serviço congénere nas Regiões Autónomas. 

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email