FIPA integra Projeto PEFMED

Sustentabilidade

FIPA integra Projeto PEFMED

02/12/2016 |

Foi oficialmente lançado no dia 01 de dezembro o projeto europeu PEFMED, coordenado pela ENEA, que tem como principais objetivos redução da pegada ambiental e implementação da inovação ecológica ao longo de toda a cadeia de abastecimento agroalimentar. Este é cofinanciado pela Comissão Europeia em cerca de 2 milhões de euros, no âmbito do Programa Interreg MED de Cooperação Transnacional. O PEFMED é uma iniciativa industrial de eco inovação na bacia mediterrânica, apoiada pelo Ministério Italiano do Ambiente e participada por sete parceiros europeus de Espanha, França, Eslovénia, Portugal e Grécia.

De acordo com Caterina Rinaldi, investigadora do ENEA e coordenadora do projeto, o PEFMED irá contribuir para tornar o mercado agroalimentar europeu mais verde, mais inovador e transparente através de uma certificação ambiental comum que visa promover tanto a comercialização de produtos "verdes" na Europa como a confiança dos consumidores nos rótulos ecológicos que os acompanham.

A ENEA, Agência Nacional Italiana para Novas Tecnologias, Energia e Desenvolvimento Económico Sustentável, colaborará com a Federalimentare (Federação Italiana da Indústria Alimentar e de Bebidas), que irá gerir as atividades de seis importantes Federações Alimentares Europeias (ANIA, FIAB, FIPA, SEVT, CCIS CAFE).

A Federalimentare também liderará as ações de divulgação, bem como a transferência de tecnologia para as PME e as ações-piloto "no terreno", com o objetivo de reduzir a pegada ambiental na cadeia de abastecimento agroalimentar.

Pedro Queiroz, Diretor Geral da FIPA, considera que o PEFMED é um projeto ambicioso no qual a Federação estará profundamente envolvida, em estreita colaboração com outros importantes parceiros europeus, sob a liderança científica da ENEA. Atualmente a agroindústria, por meio de uma assunção de responsabilidade contínua, coloca a sustentabilidade no centro de suas estratégias: valorização das matérias-primas, redução do consumo de água, diminuição do impacte energético, otimização da embalagem, e combate ao desperdício são algumas das ações implementadas. Por último, a Federação olha com interesse estas iniciativas que promovem "greening" e intervenções sistémicas na cadeia alimentar, juntamente com a aceitação pelo mercado de modelos eco inovadores.

O PEFMED aplicará experimentalmente a metodologia da "Pegado Ambiental do Produto", elaborada pela Comissão Europeia, integrando-a com indicadores territoriais e socioeconómicos, para medir o impacte ambiental (alterações climáticas, redução da camada de ozono, esgotamento dos recursos hídricos, uso da terra, ecotoxicidade) de uma amostra de cerca de 100 empresas localizadas em nove territórios europeus. Este método tem em conta os impactes de um produto ao longo do seu ciclo de vida, desde o cultivo de matérias-primas, passando pela transformação, transporte e utilização até à eliminação e reciclagem. Além disso, a partir da análise dos testes de stress, será possível obter informações úteis para classificar os produtos alimentares de acordo com o seu desempenho ambiental, incentivando as empresas a inovar em processos de produção ecológicos, garantindo o pleno respeito das tradições alimentares locais.

 

Para mais informações: INTERREG | FIPA 

FIPA NOTÍCIAS