Nº 52 | 8 julho 2021

Balanço positivo. Novos desafios.

Pedro Queiroz | Diretor-Geral

No primeiro boletim deste ano, abordava o impacto da instabilidade trazida pela pandemia. Sublinhava também a força da indústria agroalimentar para ultrapassar os entraves e dificuldades trazidas por esse contexto e, ao mesmo tempo, continuar o seu trabalho para dar resposta aos desafios mais vincados em matéria de competitividade, sustentabilidade ambiental, inovação no produto, informação ao consumidor, a segurança alimentar e segurança dos alimentos.

Passados seis meses, podemos fazer um breve balanço. No que diz respeito à pandemia, pouco mais nos resta dizer, quando todo o país continua apreensivo quanto ao seu impacto real no desenvolvimento económico e no bem-estar social. Já relativamente ao empenho da indústria agroalimentar, embora se veja também envolta neste cenário, julgo oportuno destacar o trabalho que a FIPA, com o apoio dos seus associados, desenvolveu em prol do setor.

Começámos o ano com o arranque do projeto europeu FoodSafety4EU no campo da segurança alimentar e no qual temos vindo ativamente a participar.

Lançámos a nova edição do “Guia de Informação ao Consumidor”, destinado a todos os operadores da área alimentar, que conta com um conjunto de orientações práticas sobre as regras de rotulagem dos alimentos, que são colocados no mercado.

Juntámo-nos à FoodDrinkEurope na divulgação dos prémios de sustentabilidade e inovação “The Foodies”.

Promovemos o debate sobre o “Futuro da Alimentação – perspetivas, tendências, caminhos”, num webinar em parceria com a Deloitte. Paralelamente, contribuímos para a reflexão e discussão, participando em eventos dedicados a temas como a nutrição, a sustentabilidade e circularidade, a política alimentar, a produção local, a economia e a competitividade.

No contexto nacional e europeus, acompanhámos e contribuímos com a posição do setor, igualmente, sobre múltiplos assuntos.

Entre tantos outros, no ambiente estiveram em destaque os temas de relacionados com embalagens e resíduos de embalagens, a evolução nas designadas alegações verdes, o combate ao desperdício alimentar. No âmbito da política e segurança alimentar, ciência e I&D, o foco esteve, por exemplo, na rotulagem nutricional, nas alegações nutricionais e de saúde, no desenvolvimento dos trabalhos de reformulação de produtos. Estivemos ainda na discussão de tópicos decisivos como a Política Agrícola Comum ou o Plano de Recuperação e Resiliência.

Conscientes de que estes são temas que não se esgotam, o trabalho da FIPA – tal como o dos nossos Associados – continuará a ser feito para marcar a inovação e evolução do setor. Conscientes, do mesmo modo, de que o próximo semestre não dará tréguas.


Agroalimentar adota Código de Conduta

Inovação

Agroalimentar adota Código de Conduta

A Comissão Europeia apresentou, oficialmente, o Código de Conduta para Práticas Empresariais e Comerciais Responsáveis para o setor agroalimentar. Este foi o primeiro resultado da Estratégia “Do Prado ao Prato”, apresentada em maio de 2020.
CIP com propostas para crescimento e competitividade

Competitividade

CIP com propostas para crescimento e competitividade

A CIP - Confederação Empresarial de Portugal apresentou, recentemente, um plano para economia pós-covid, no qual propõe ao Governo a implementação de medidas em 10 áreas distintas.


BEBIDAS COM NOVOS COMPROMISSOS

Consumidor

BEBIDAS COM NOVOS COMPROMISSOS

A indústria europeia de bebidas refrigerantes anunciou um novo compromisso para redução média de açúcares adicionados nos seus produtos. Uma iniciativa em linha com a atuação da associação portuguesa PROBEB.
Insetos são novo alimento

Consumidor

Insetos são novo alimento

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária aprovou a utilização de insetos para a alimentação humana, que passam a poder ser comercializados e consumidos em Portugal, inteiros (não vivos) e moídos (por exemplo, em farinha).


Política Agrícola Comum com acordo

Competitividade

Política Agrícola Comum com acordo

A Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia fechou, a 28 de junho, o acordo político para a reforma da Política Agrícola Comum (PAC), após um longo período de negociações. A nova PAC irá abranger o período 2023-2027.
Agroalimentar é exemplo

Competitividade

Agroalimentar é exemplo

Os desafios, as expectativas e os casos de sucesso do setor agroalimentar português estiveram em destaque no Evento Empresarial Ibérico, que contou com um painel específico dedicado a este tema, conduzido por Jorge Tomás Henriques, Presidente da FIPA.