Consumidor

BEBIDAS COM NOVOS COMPROMISSOS

30/06/2021 |

A UNESDA – Soft Drinks Europe, que representa a indústria de bebidas refrigerantes na Europa, anunciou um novo compromisso para reduzir em mais de 10% a média de açúcares adicionados em bebidas refrigerantes, entre 2019-2025, em toda a UE-27 e no Reino Unido.  No contexto nacional, a PROBEB – Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas (membro da UNESDA) e os seus associados têm desenvolvido a sua atuação em linha com estes objetivos.

Em comunicado, a associação portuguesa sublinha que, no âmbito do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), alinhado com a Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável (EIPAS), assinou em maio de 2019, o compromisso sectorial de reformulação no qual já se compromete, até 2022, com a redução de 10%, em média ponderada, do teor de açúcar, na categoria de bebidas refrigerantes. No final de 2019 a indústria já tinha reduzido 11,4%, valor acima da meta estabelecida.

Já em 2016, a PROBEB assumiu perante o Ministério da Saúde o compromisso monitorizado de reduzir em 25%, no mínimo, o teor calórico dos refrigerantes entre 2013 e 2020. Entre 2013 e 2019 foi alcançada uma redução de 30,5%.

“O caminho percorrido pelo setor em Portugal tem demonstrado vontade e capacidade de contribuir proactivamente para a redução das calorias na dieta dos portugueses. As bebidas refrigerantes são seguras para consumir como parte de uma dieta equilibrada. Na categoria estão incluídas bebidas com e sem calorias, com mais ou menos teor de sumo, com e sem gás, com e sem cafeína, propiciando diferentes gostos e sabores. Desde bebidas funcionais, com nutrientes e vitaminas, à categoria light, onde muitos produtos têm zero calorias, o consumidor dispõe hoje em dia de uma ampla variedade e escolha”, destaca comunicado da PROBEB.

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email