Competitividade

Aumenta investimento em I&D

11/01/2019 |

De acordo com os dados agora divulgados pelo EUROSTAT, Portugal aumentou em 77% o investimento em Investigação e Desenvolvimento (I&D) entre 2007 e 2017, passando de 1973 milhões de euros para 2563 milhões de euros. Em relação à intensidade, ou seja as despesas de I & D em percentagem do PIB, o aumento ficou-se pelos 0,2%.

Os setores que mais contribuíram para este crescimento foram as entidades privadas sem fins lucrativos e o ensino superior. Em relação às empresas, a percentagem de performance manteve-se inalterada.

Em 2017, os Estados-Membros da União Europeia gastaram juntos quase 320 mil milhões de euros em Investigação e Desenvolvimento. A intensidade de I & D situou-se em 2,07% em 2017, em comparação com 2,04% em 2016. Dez anos antes (2007), a intensidade de I & D era de 1,77%.

A I&D é um dos principais impulsionadores da inovação, e a intensidade e o gasto em I&D são dois dos principais indicadores usados para monitorizar os recursos dedicados à ciência e tecnologia em todo o mundo.


Mais informações

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email