Competitividade

CIP: OE2022 fica "aquém das expectativas"

12/10/2021 |

O Presidente da CIP - Confederação Empresarial de Portugal afirmou que a proposta de Orçamento do Estado para 2022 ficou "aquém das expectativas" e que se trata de um "esforço muito pequeno" e "tímido" do Governo para apoiar a retoma das empresas no pós-pandemia.

Em declarações à imprensa, nomeadamente à Agência Lusa, António Saraiva sublinhou que a proposta deveria ter ido mais além, considerando o contexto em que as empresas se encontram após a crise pandémica e face ao "brutal aumento das matérias-primas, dos custos de energia (gás natural e energia elétrica), dos transportes e dos combustíveis".

António Saraiva lamentou ainda que o Executivo não tenha considerado "um conjunto de propostas equilibradas, sensatas e realistas, que não perigavam com as contas públicas", apresentado pela CIP.

Nestas declarações, o Presidente da CIP defende que é necessário "estimular e atrair fiscalmente o investimento", “qualificar e requalificar os nossos recursos humanos e isso deveria também ter sido tido em conta" e nota ainda que, nesta primeira apreciação do OE2022, “não há uma redução dos custos de contexto e da melhoria dos fatores de produção em que operam todos os setores de atividade".

dados estatísticos

Exportações Indústria Alimentar (milhões de euros)

  • 502
  • 530
  • 583
  • 537

Exportações 2021 - 2022

  • 443
  • 537

FIPA NOTÍCIAS

>
Remova aqui o seu email
FIPA - Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares
Remova aqui o seu email
Linkedin
mail