Competitividade

Personalidade ímpar e de referência

11/12/2020 |

A FIPA apresenta as mais sentidas condolências à família do Comendador Luís Marques, uma personalidade ímpar e de grande referência para o setor agroalimentar e, em particular, para a indústria da Alimentação Animal com mais de 40 anos de dedicação à IACA - Associação Portuguesa dos Industriais dos Alimentos Compostos para Animais.

Sublinhamos a enorme dignidade, profissionalismo e dedicação do Comendador Luís Marques, cujo exemplo ficará para sempre na nossa memória e será sempre uma inspiração para a FIPA.

Reiteramos aqui a mensagem de homenagem deixada pela IACA:

IN MEMORIAM

Neste ano particularmente difícil de 2020, fomos confrontados no final desta semana com uma enorme perda: o falecimento do Comendador Luis Marques, uma personalidade ímpar e de grande referência para o setor agroalimentar, e em particular para a Indústria da Alimentação Animal.

As inúmeras mensagens de sentidas condolências e profundo pesar que nos foram dirigidas, bem como aos familiares e amigos, demonstram a solidez de carácter, o valor da amizade e respeito por um Homem que, pela sua humildade, espírito de Missão, sentido de justiça e profundo humanismo, não deixou ninguém indiferente.

A Direção da IACA agradece desde já a consideração e atenção a todos os que a nós se associaram neste momento de dor.

Luis Marques dedicou a sua vida à IACA durante 40 anos, a qual serviu com grande dignidade, profissionalismo e dedicação, tendo contribuído para o prestígio desta Instituição com 50 anos de História e que tão bem soube liderar e representar, nos bons ou nos momentos mais difíceis como, por exemplo, os vividos no pós-25 de Abril.

O seu pragmatismo e a permanente procura de consensos, promovendo a união e desvalorizando o que podia dividir ou fragilizar, mesmo quando tal parecia impossível, foram traços marcantes da sua personalidade.

Diplomacia, tranquilidade, inconformismo, disponibilidade, uma notável capacidade de ouvir, acolher os diferentes pontos de vista, e a procura da perfeição em tudo o que fazia, moldaram o seu carácter, acentuando o carisma e exercendo um enorme fascínio nos que com ele conviveram.

O valor da Lealdade para com os Órgãos Sociais da IACA; a Amizade em cada gesto, palavras ou sentimentos.

Pela excelência e cordialidade nas relações pessoais e profissionais, foi credor de um enorme respeito dentro e fora do Setor, em Portugal, na FEFAC ou no quadro das relações internacionais para além da União Europeia, nos membros do Governo ou responsáveis da Administração Pública, das Universidades e outras instituições públicas e privadas com que trabalhou.

A defesa intransigente da Associação, dos legítimos interesses da Indústria e dos seus Associados acima de tudo, sem nunca desistir.

O seu exemplo ficará para sempre na nossa memória coletiva e tem servido de inspiração para outras Associações e Federações congéneres, nacionais e internacionais.

A IACA sempre foi e será a sua “casa”. O seu Legado, o nosso valor mais seguro.

Em 2019, no quadro das Comemorações dos 50 Anos, tivemos a honra e privilégio de contar com esta figura tão ilustre na elaboração do Livro Comemorativo “IACA – 50 Anos a fazer História na Indústria da Alimentação Animal”. A atribuição da Medalha de Honra da Agricultura que então nos foi concedida, teve claramente a sua marca.

Em nome dos Órgãos Sociais da IACA, dos colaboradores e das empresas Associadas, Obrigado pelo empenho e pela Obra que nos deixou, que jamais esqueceremos, e de que muito nos orgulhamos.

Reconhecido pelo Governo de Portugal pelos brilhantes serviços prestados à causa pública com a atribuição do título de Comendador em 1992, recebeu e utilizou a distinção com grande humildade, tal como muitos outros prémios com que foi distinguido ao longo da sua carreira.

O eterno Secretário-Geral da IACA era, acima de tudo, um Homem Bom.

Um Amigo que continuará bem presente nos corações de todos e de cada um de nós.

Até sempre, querido Mentor.

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email