Competitividade

Setor cervejeiro pede novas medidas

21/10/2020 |

O debate sobre o impacto da pandemia COVID-19 continua inevitavelmente a ser feito e, sobretudo numa altura em que se debate o próximo Orçamento do Estado, vão sendo apresentados vários dados e propostas pelos diversos setores da economia.

Uma das áreas mais afetadas tem sido o canal HORECA, com reflexos negativos em diversas categorias da indústria agroalimentar. Recentemente, o setor cervejeiro, um dos mais impactados neste panorama, veio pedir que sejam tomadas medidas de desagravamento fiscal como a aplicação de uma taxa zero no IEC da cerveja para 2021, para todos os microcervejeiros que produzam até 10.000 HL/ano, e a aplicação de uma redução fiscal extraordinária de 20% no IEC para os restantes produtores.

De acordo com dados da APCV - Cervejeiros de Portugal (associada da FIPA), no primeiro semestre de 2020 foi registada uma queda média no consumo de cerveja de 34% no canal HORECA, relativo ao período homologo, sendo que, no caso dos microcervejeiros e artesanais a queda média foi superior a 60%.

A associação prevê ainda que, para o segundo semestre, o cenário seja ainda de “contração de mercado agravada quer com a recente entrada do país numa segunda nova vaga pandémica, quer com os níveis baixos de resiliência do canal HORECA, e com o encerramento expectável de muitos pontos de venda que acompanham o natural decréscimo do consumo social de cerveja no Outono e Inverno”.

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email