Competitividade

UE reforça posição de liderança no agroalimentar

09/09/2021 |

A União Europeia (UE) regista nova melhoria da posição de liderança entre os maiores exportadores de produtos agroalimentares do mundo, conforme revelam os dados da Comissão Europeia referentes a 2020. Já nas importações, a UE tornou-se o terceiro maior importador a seguir aos Estados Unidos e à China.

De acordo com comunicado, 2020 o comércio agroalimentar da EU atingiu um valor total de 306 mil milhões de euros: 184 mil milhões de euros em exportações (crescimento de 1,4 % face a 2019) e 122 mil milhões de euros em importações (aumento de 0,5 % face a 2019).

As exportações agroalimentares da UE para a China, Suíça e região do Médio Oriente e do Norte de África foram as que mais aumentaram em 2020. Em contrapartida, o valor das exportações da UE para os Estados Unidos, Turquia, Singapura e Japão foi o que mais baixou.

Nas importações, o Canadá cresceu significativamente enquanto fonte de importações da UE. Simultaneamente, as importações da UE a partir do Reino Unido, da Ucrânia e dos Estados Unidos foram as que mais decresceram em valor.

Em 2020, o Reino Unido foi o parceiro mais importante da UE no comércio agroalimentar, com uma quota de 23 % do total das exportações agroalimentares da UE e de 13 % do total das importações.

Citado no comunicado, Janusz Wojciechowski, comissário responsável pela Agricultura, sublinha que “a promoção de um comércio aberto e justo é uma prioridade política da Comissão Europeia que oferece grandes benefícios aos nossos agricultores. O êxito do comércio agrícola está claramente associado à política agrícola comum, que apoia a competitividade e a inovação, bem como à excelente reputação dos nossos produtos como produtos seguros, produzidos de forma sustentável, nutritivos e de elevada qualidade”.

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email