Sustentabilidade

Abordagem integrada à circularidade

24/02/2022 |

A aposta na circularidade é já um desafio para a indústria agroalimentar e faz parte do modelo de gestão das empresas, no entanto, para que seja eficaz é necessária uma abordagem empresarial, política, governamental e científica integrada, que considere todos os fatores inerentes à características únicas da cadeia de valor alimentar. Esta foi a principal mensagem deixada por Pedro Queiroz, Diretor-Geral da FIPA, numa mesa-redonda dedicada ao tema realizada no âmbito da conferência final do projeto “E+C – Economia Mais Circular”, promovida pela CIP – Confederação Empresarial de Portugal.

Entre os vários exemplos abordados esteve a redução das embalagens, sobretudo, de plástico. Defendendo que a indústria assumiu já este compromisso, relembrou que há diversos pontos que têm de ser considerados, nomeadamente, o contributo positivo das embalagens, por exemplo, para a garantia da segurança dos géneros alimentícios, para evitar contaminações cruzadas ou no combate ao desperdício alimentar.

Pedro Queiroz destacou que o debate sobre a economia circular deve ter por base “uma visão global” e dever ser uma responsabilidade partilhada pelos vários atores da cadeia de valor, caso contrário cairá numa “intervenção redutora” no âmbito da ambição política e legislativa.  Neste contexto, alertou que “nesta matéria não se podem estar a impor às empresas metas paras as quais não há uma estrutura na área da investigação e desenvolvimento, que permita alcançar soluções inovadoras”.

A mesa-redonda está disponível na íntegra aqui.

dados estatísticos

Exportações Indústria Alimentar (milhões de euros)

  • 495
  • 525
  • 581

Exportações 2021 - 2022

  • 493
  • 581

FIPA NOTÍCIAS

>
Remova aqui o seu email
FIPA - Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares
Remova aqui o seu email
Linkedin
mail