Sustentabilidade

Desperdício alimentar na Europa

27.10.2022 |

O Eurostat publicou recentemente os resultados da primeira monitorização dos níveis de desperdício alimentar em toda a União Europeia (UE) de acordo com a metodologia comum adotada pela Comissão Europeia (CE) em 2019.

De acordo com a CE, este trabalho será uma linha de base para orientar o trabalho futuro na proposta de metas vinculativas de redução de desperdício alimentar no segundo trimestre de 2023 e medir o progresso em direção à meta do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12.3 da ONU.

Os resultados relativos a Portugal indicam que foi gerado neste período um total foi 1,89Mton de resíduos alimentares, sendo que a indústria alimentar e das bebidas contribuíram com 0,06Mton, o que representa 3% do total. Os agregados familiares geraram 1,28Mton.

As principais conclusões deste relatório a nível europeu incluem:

  • Em 2020, primeiro ano da pandemia de COVID-19, foram desperdiçados na UE cerca de 56,98Mton de resíduos alimentares. Os agregados familiares geraram 55% do desperdício alimentar, representando 31,2Mton.
  • O desperdício alimentar doméstico é quase o dobro do desperdício alimentar proveniente dos setores de produção primária e fabrico de produtos alimentares e bebidas.
  • Os restaurantes e serviços de alimentação foram responsáveis por 5,29Mton de resíduos alimentares, enquanto o retalho e outra distribuição de alimentos foi o setor com menor quantidade de desperdício alimentar. No entanto, o impacto dos bloqueios do Covid-19 nesses dois setores ainda está sendo analisado.

Dados detalhados sobre o desperdício de alimentos por país e em cada nível da cadeia de abastecimento alimentar podem ser encontrados no conjunto de dados publicado pelo Eurostat.

dados estatísticos

Exportações Indústria Alimentar (milhões de euros)

  • 542
  • 614
  • 572
  • 581
  • 587
  • 645

Exportações 2021 - 2022

  • 533
  • 645

Subscreva a nossa newsletter

Acompanhe todas as novidades

Subscrever
Linkedin
mail