Sustentabilidade

Estratégia Biodiversidade 2030

20/05/2020 |

A Comissão Europeia lançou hoje a Estratégia de Biodiversidade para 2030, que visa interromper a perda de biodiversidade e preservar e restaurar seus ecossistemas em todo o continente e além.

A indústria alimentar congratula-se com o facto da Comissão Europeia reconhecer a necessidade de medidas ambiciosas para proteger a biodiversidade.

Em toda a Europa e globalmente, existe uma preocupante perda de certa fauna e flora. Por esse motivo, é urgente integrar a biodiversidade e a eficiência dos recursos com os objetivos climáticos, garantindo a implementação adequada dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Sendo o maior setor transformador da Europa, e um grande comprador de matérias-primas, as empresas de alimentos e bebidas têm um papel importante na ajuda ao cumprimento da Estratégia de Biodiversidade da UE. Hoje, mais do que nunca, a indústria de alimentos e bebidas está comprometida em trabalhar em estreita colaboração com os parceiros da cadeia de abastecimento para melhorar a biodiversidade e contribuir para alcançar as emissões líquidas zero até 2050.

Também está totalmente comprometida com a eliminação do desmatamento e com a garantia de que as matérias-primas alimentares são adquiridas de maneira sustentável dentro e fora das fronteiras europeias.

A indústria de alimentos e bebidas continuará a incentivar e apoiar uma produção agrícola mais sustentável, com ações e investimentos que ajudem a ampliar as práticas agrícolas regenerativas que protegem a água e restauram o carbono no solo. Enfatizamos também que os objetivos da Comissão relativamente à agricultura orgânica e aos inputs agrícolas devem basear-se em avaliações de impacte exaustivas para garantir o fornecimento seguro e sustentável da Europa de alimentos de qualidade, seguros e acessíveis.

A Comissão pode ajudar a impulsionar estas mudanças através do estabelecimento de um ambiente regulatório e legislativo correto. Para atingir os objetivos, políticas como a Lei Europeia do Clima, a Política Agrícola Comum, a Estratégia Farm to Fork, o Plano de Ação da Economia Circular e a nova Estratégia de Biodiversidade, têm um papel importante a desempenhar para apoiar todos os atores da cadeia de abastecimento, incluindo consumidores, a alcançar o objetivo de uma transição rápida para sistemas alimentares mais sustentáveis.

A nível internacional, a indústria de alimentos e bebidas apoia os esforços da UE para incluir capítulos de comércio e desenvolvimento sustentável nos acordos comerciais que refletem os objetivos de biodiversidade e clima e precisam advogar ambiciosamente as metas globais de biodiversidade baseadas na ciência.

Embora a indústria de alimentos e bebidas reconheça a sua parte na responsabilidade compartilhada em relação a produção e consumo mais sustentáveis, é importante que as medidas políticas reflitam a necessidade de as empresas se recuperarem após o coronavírus.

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email