Competitividade

OCDE defende conceito de “sistemas alimentares”

02/02/2021 |

A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) divulgou, recentemente, o relatório “Making Better Policies for Food Systems”, um documento que aborda a melhor forma de aperfeiçoar as políticas para os sistemas alimentares e que reflete sobre como os decisores políticos podem responder com políticas mais coerentes aos desafios que se colocam.

Esta entidade internacional defende que o conceito de “sistemas alimentares” deve passar a prevalecer no momento de elaboração de medidas e políticas, sendo que a este devem estar sempre associadas e ser conjugadas as dimensões ambiental, económica e social.

O objetivo é que, desta forma, se consiga responder de modo coerente ao triplo desafio que os sistemas alimentares enfrentam em todo o mundo: proporcionar segurança alimentar e nutrição; apoiar os meios de subsistência para aqueles que trabalham ao longo da cadeia de abastecimento alimentar; e contribuir para a sustentabilidade ambiental. 

Na prática, o desenvolvimento integrado dos sistemas alimentares requer que as diversas áreas – desde a agricultura, pesca, ambiente à saúde pública – se conjuguem, para que possam haver políticas personalizadas e multidimensionais, baseadas em processos inclusivos, robustos e baseados em evidências.

O debate em torno dos “sistemas alimentares” está já a ser feito a nível mundial, sendo um dos temas prioritários para a ONU - a ser debatido na Food Systems Summit em setembro deste ano – e para a Comissão Europeia, que tem como iniciativa-chave a Estratégia “Do Prado ao Prato”.

FIPA NOTÍCIAS

Remova aqui o seu email